segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Sinto, Penso , Logo Escrevo!

Falar de sentimentos quando se está longe de tudo que se ama, é quase pedir para falar na falta que tudo me faz, na solidão que se sente mesmo estando junto de várias pessoas, na vontade de compartilhar um momento ou um local com quem está ausente, é comer algo e saber que em algum lugar, uma pessoa querida tem prazer de cozinhar pra vc, é ir ao cinema e relembrar das vezes que se levava pipoca de casa, porque a grana era pouca contrastando com a vontade de ver o ver o filme;

Falar de sentimentos é mergulhar dentro de si e deixar vir a tona tudo que se sente ou que tudo que faz falta, como o som da risada de alguém, como o cheiro do perfume de um amigo, ou ainda a carência daquele outro que precisava te ouvir dizendo que estava com saudades, uma música que lembra uma história engraçada…

Mergulhar dentro dos meus sentimentos neste último ano, foi especialmente descobrir que sempre fui apegada a todos ao meu redor e não percebia, é sentir que a cada dia que passa a falta deles é como um buraco sem fim no meu peito.

Seja por sorrisos, perfumes, comidas, filmes, músicas, enfim, tudo me remete a minha antiga vida, sei que fui feliz, sei que amo todos que passaram e todos que ainda fazem parte da minha existência, mesmo estando longe, tudo está aqui enraizado dentro de mim.

E muitas destas memórias já se confundem com o que sou…

Sou mesmo feita de sentimentos, puros e reais… Que me fazem felizes e tristes, sou uma pessoa comum que vive e sente intensamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário