segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Amor, I love you ...

" ... Tinha suspirado, tinha beijado o papel devotamente! Era a primeira vez que lhe escreviam aquelas sentimentalidades, e o seu orgulho dilatava-se ao calor amoroso que saía delas, como um corpo ressequido que se estira num banho tépido. Sentia um acréscimo de estima por si mesma, e parecia-lhe que entrava enfim numa existência superiormente interessante,  onde cada hora tinha o seu encanto diferente, cada passo condizia a um êxtase, e a alma se cobria de um luxo radioso de sensações! "  ♪ (Marisa Monte)

"Eu sei que você, sorrateiramente me quer. Mas o que você não sabe... é que secretamente, você me tem."


Não sei se o mundo é bom
Mas ele está melhor
desde que você chegou
E perguntou:
Tem lugar pra mim?  

P.S : Faço tudo exatamente na hora, e da maneira que eu desejar. Me rendo as sensações, emoções e futuras frustrações! Meus sentidos e sentimentos estão vivos e necessitam viver! Existe algo dentro de mim que não consegue se esconder. 

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

" Vida que Segue "



As vezes acho que sou uma espécie de conselheira sentimental das amigas. A cada dia que passa isso fica mais nítido. E confesso que tô até gostando! Acho muito bom poder compartilhar, e vivenciar tudo isso com elas! Tudo é válido, tudo é experiência! Ouço as histórias de amor, as que estão começando, outras terminando. Todas iguais dentro das suas diferenças. Cada uma com uma personalidade diferente, e com as mais variadas maneiras de encarar as coisas da vida. Movidas por essa coisa enorme que de repente invade a vida de cada um e toma conta de tudo. E depois vai embora. Ou não neh!? 

Eu penso, re-penso, e acho engraçado como as pessoas reagem ao fim dos relacionamentos. Tem algumas que se mostram tão fortes, outras se fragilizam tanto que parece que não vão conseguir continuar a viver sozinhas. Algumas ficam se culpando, se martirizando desnecessariamente. Outras logo, logo partem para outra, literalmente! Essas hoje em dia ao meu ver, são as que estão certas! As que conseguem aproveitar melhor a vida. Vivem o que tem pra viver, sofrem, choram, mas se erguem e seguem em frente. 

De certa forma, é assim que acontece sempre! Acaba se tornando um circulo vicioso. Os relacionamentos começam, são lindos por um certo tempo, depois começam a ficar desgastados, até que um dia chega a tão temida hora do adeus. A parte boa de tudo isso, é que mesmo sofrendo horrores algumas pessoas não perdem a doçura. Não desistem de ser quem são por ninguém. Enfrentam as dores de maneira diferente, em intensidade diferente. Passa. Sempre passa. Dia após dia sentem-se melhor, mais fortes. ( Essa é a hora que penso nos 'outros' mas acabo me definindo! rs ) 

A grande verdade é que passamos a vida toda atrás de amor, mesmo relutando admitir isso!  Ultimamente, tenho andando tão feliz comigo mesma, que parece que se vier alguém, será pra somar, acrescentar! Aquela velha frasezinha clichê " Esteja FELIZ com vc, e procure alguém que te transborde ". E ai um dia essa pessoa chega, faz o que tem que fazer na nossa vida, depois vai embora. E ninguém morre por causa de um coração partido! Isso eu aprendi. Sempre surge uma pontinha de esperança e um amor novinho em folha. E o mais importante, no tempo certo. 


quarta-feira, 15 de agosto de 2012


“O coração da mulher, como muitos instrumentos depende de quem o toca.” (Saint Prosper)